Creche/Escola “Prefeito Hernani Camargo é inaugurada

    Imprimir esta p√°ginaImprimir Imprimir vers√£o em PDFPDF

Prefeito-Hernani-Camargo_529x480DSC08062_640x480DSC08070_640x480DSC08063_640x480DSC08064_640x480

Com a presen√ßa da comunidade, o prefeito Z√© do Nute inaugurou na noite deste s√°bado, 6, a Creche/Escola ‚ÄúPrefeito Hernani Camargo‚ÄĚ.

Estiveram presentes os familiares do homenageado ‚Äď o pai Herculano Camargo, a m√£e Evelise Camargo e filhos, a esposa Edna Camargo e o filho Mateus Camargo . A creche/escola inaugurada foi constru√≠do de acordo com o programa federal Proinf√Ęncia, cujo o principal objetivo √© prestar, com recursos federais, assist√™ncia financeira aos munic√≠pios para garantir o acesso de crian√ßas a creches e escolas de educa√ß√£o infantil da rede p√ļblica. Ao final, veja galeria com mais de 80 fotos

DSC08062_640x480

DSC08068_640x480Sob os trabalhos da mestre-de-cerim√īnia Din√° Lara, animando o evento se apresentaram o Projeto Guri, A Banda Musical Municipal e as crian√ßas da Creche Municipal "Professora Sandra Regina Pires".

DSC08118_640x480Em seguida, falaram sobre o evento Jucin√©ia de Oliveira Lara ( secret√°ria municipal de Educa√ß√£o), Fernando Marques ( secret√°rio municipal do Desenvolvimento Social), Pe. Jo√£o Batista(p√°roco do munic√≠pio), o vereador Elias Lago Alves(presidente da C√Ęmara Municipal), o deputado estadual Edson Giriboni (secret√°rio estadual de Saneamento e Recursos H√≠dricos), o prefeito Z√© do Nute, e finalizando, o jovem Mateus Camargo, filho de Hernani Camargo, que falou em nome da fam√≠lia, agradecendo a homenagem.

DSC08048_640x480

Estiveram tamb√©m na solenidade o vice-prefeito de Itaporanga, Gezu√≠no Rovides, o prefeito de Bar√£o de Antonina, Silvio Melo, vereadores, ex-vereadores, professores e diretores de escolas, secret√°rios municipais e um grupo da cidade Est√Ęncia Hidromineral de √Āguas de Santa B√°rbara, composto por S√īnia (diretora de EMEF), M√°rcia (diretora de EMEI), Meire e Sirlene (coordenadoras de educa√ß√£o) e o vereador F√°bio Glaser, que vieram para conhecer e saber detalhes do projeto, constru√ß√£o e funcionamento da creche que estava sendo inaugurada.

DSC08069_640x480

O prefeito junto com o pessoal de engenharia prestou uma homenagem aos familiares ‚Äď √† vi√ļva e filha ‚Äď do oper√°rio Jos√© Sandro Gon√ßalves, que como mestre de obra teve participa√ß√£o importante naquela constru√ß√£o, mas veio a falecer por problemas de sa√ļde.

DSC08104Em sua fala, a secret√°ria Jucin√©ia, dentre outras a√ß√Ķes empreendidas pela atual administra√ß√£o, que vem desde 2005, no setor de educa√ß√£o, ressaltou os resultados, que auxiliaram a elevar o IDH ‚Äď √ćndice de Desenvolvimento Humano do Munic√≠pio, de m√©dio, para alto IDH nos √ļltimos 10 anos.

DSC08112_640x480O secretário Edson Giriboni disse que trazia os cumprimentos do governado Geraldo Alckimin e destacou a sua parceria com Itaporanga, iniciada ainda no primeiro mandato de Hernani Camargo, continuada com o prefeito Zé do Nute, que então era vice-prefeito e assumiu em março de 2009, após o falecimento de Hernani Camargo, por doença.

Giriboni ressaltou a forma √©tica e organizada de trabalhar da dupla Hernani/Z√© do Nute, os quais sempre souberam superar as dificuldades dos cargos, vencendo-as com muito trabalho e perseveran√ßa para trazer benef√≠cios para Itaporanga. ‚ÄúTodos sabem o quanto √© dif√≠cil e demorado, por causa a burocracia necess√°ria dos conv√™nios e tr√Ęmites para finalmente realizar uma obra ou adquirir um bem para o munic√≠pio‚ÄĚ, lembrou ele, parabenizando a administra√ß√£o pela conquista.

Segundo ele, investir em educa√ß√£o √© tamb√©m investir na sa√ļde, pois a primeira acaba colaborando com a redu√ß√£o da mortalidade infantil e outras doen√ßas. Isso faz reduzir surgimento de doen√ßas e as necessidades de interna√ß√Ķes hospitalares. Os pa√≠ses que mais se desenvolveram foram os que mais aplicaram em educa√ß√£o‚ÄĚ, concluiu.

DSC08114_640x480Por sua vez, o prefeito Z√© do Nute discorreu sobre as dificuldades que acabaram demorando a conclus√£o daquela creche: primeiro, a empreiteira que venceu a licita√ß√£o n√£o conseguiu executar a obra. Depois, foi aberta nova licita√ß√£o e a segunda empresa tamb√©m desistiu por n√£o conseguir tocar adiante. ‚ÄúTudo isso tem formalidades legais para serem obedecidas e cumpridas, tr√Ęmites na justi√ßa e etc. Mas n√£o desistimos. Viajamos v√°rias vezes √† Bras√≠lia para resolver isso, at√© que finalmente obtivemos autoriza√ß√£o para tocarmos a obra com os nossos pr√≥prios pedreiros, ajudantes e engenheiros. Por falta de informa√ß√£o, equivocadamente muitos falavam que a demora era por culpa da administra√ß√£o que n√£o se empenhava, o que n√£o era verdade‚ÄĚ, esclareceu.

Zé do Nute não falou, mas vale destacar que esta de Itaporanga é a primeira a ficar pronta e a ser inaugurada nesta região. Muitos municípios foram contemplados com esse programa do governo federal, chegaram a iniciar a obra, mas acabaram parando justamente por problemas, ora com as empreiteiras contratadas, ora por outros problemas relacionados aos convênios.

Z√© do Nute informou que at√© o dia 1¬ļ de outubro ‚Äď depois de uma autoriza√ß√£o da Secretaria Estadual de Educa√ß√£o, e da aprova√ß√£o, pela C√Ęmara Municipal de Itaporanga, de um projeto de lei criando esta nova escola -  a creche j√° inicia as atividades, transferindo para elas as crian√ßas que moram naquela regi√£o ‚Äď Vila Alvorada, BNH, os dois CDHUs e o IAFAM, que atualmente est√£o na Creche ‚ÄúProfessora Sandra Regina Pires‚ÄĚ.
‚ÄúT√≠nhamos no munic√≠pio uma fila de espera com 70 crian√ßas aguardando vagas em creche. Agora essa demanda vai ser atendida‚ÄĚ, assegurou.

O prefeito itaporanguense falou tamb√©m sobre outras creches como a reforma e amplia√ß√£o da do Bairro Rio Verde e Bairro Santo Antonio. E outras como a constru√ß√£o em andamento de uma UBS ‚Äď Unidade B√°sica de Sa√ļde na Rua Dr. Felipe Vita (no terreno do antigo f√≥rum), e uma nova que vai ser iniciada em breve no CDHU, de pavimenta√ß√£o de ruas e de caminh√Ķes novos que dever√£o chegar em breve para serem incorporados √† frota municipal para assim poder prestar um servi√ßo melhor aos mun√≠cipes, sobre a quantidade de ve√≠culos no in√≠cio da administra√ß√£o e a frota atual. Citou os tr√™s ve√≠culos 0Km que estavam expostos no p√°tio da creche.

Disse que as cr√≠ticas construtivas s√£o bem-vindas e ajudam, mas outras n√£o, como √© o caso de coment√°rios sem raz√£o pela cidade alegando que a m√°quina p√ļblica municipal estaria inchada por excesso de servidores. ‚ÄúOra, √© natural que para ampliarmos a oferta de servi√ßos e atendimentos √† popula√ß√£o tenhamos que abrir concurso p√ļblico e contratar. Antes t√≠nhamos muito pouco. Agora temos o SAMU que para mant√™-lo em funcionamento necessitamos de funcion√°rios, os ve√≠culos escolares, motoristas, monitores; os quatro PSFs, com agentes de sa√ļde, enfermeiros, t√©cnicos e assim por diante. Esta creche por exemplo vai necessitar de 20 funcion√°rios, entre atendentes, professores, pessoal de limpeza, pessoal de administra√ß√£o e etc.‚ÄĚ, contestou. 

Atos P√ļblicos


 


 



Siga-nos via

Siga-nos via Twitter

Usu√°rios online

Temos 12 visitantes e Nenhum membro online